• A Limpeza dos Oceanos
  • Estudante holandês de 19 anos cria uma máquina que é capaz de remover sete milhões de toneladas de plástico dos oceanos em apenas dez anos e tem aprovação de especialistas

    História do Projeto

    Boyan Slat é um estudante de engenharia que desenvolveu o projeto de uma máquina que seria capaz de retirar mais de 7 milhões de toneladas de plástico dos oceanos.

    O invento se chama Ocean Cleanup Array (OCA), e se trata de uma estrutura que se comporta como um gigantesco filtro. Ela seria posicionada em pontos estratégicos dos oceanos, onde há maior concentração de lixo, e seria capaz de recolher todo o material flutuante. Após esta etapa, uma equipe recolheria o OCA e separaria a vida marinha do plástico. Como o lixo recolhido ainda fica em contato com a água, a fauna oceânica ficaria segura, mesmo sendo recolhida. O plástico “limpo” restante seria encaminhado para reciclagem. De acordo com Boyan, seu invento seria capaz de limpar os oceanos em um período de 5 anos, tornando os mares completamente livres dos plásticos flutuantes e eliminando a ilha de lixo presente no Oceano Pacífico. O jovem ganhou seu primeiro prêmio aos 14 anos,  Melhor Ideia do Sul da Holanda, e entrou para o livro dos recordes.

    As plataformas teriam sustentação própria, recebendo energia a partir do sol, das correntes e ondas. E com as asas das plataformas balançando como uma arraia (veja figura abaixo), garante-se contato das entradas com a superfície, mesmo no clima mais pesado. Uma das vantagens mais significativas do uso de barras ao invés de redes nas asas é que a vida marinha não é capturada nelas. Além disso, como o transporte de plástico ao longo das barras é conduzido pelas correntes, é lenta o suficiente para que os organismos escapem.

    Plataforma – OCA
    Sistema de barras na asa da plataforma
    Visão Geral por baixo da plataforma

    Em 2013 seu invento ainda estava em fase de testes e não era considerado um “método viável ” de extração de plástico. Embora os resultados preliminares parecessem promissores e a equipe de cerca de 50 engenheiros, modeladores, peritos externos e alunos estavam fazendo um bom progresso, o conceito ainda estava em fase de investigação.

    Assista abaixo o vídeo sobre este invento que promete revolucionar (com legenda em português).

    Implantação do Projeto

    Um ano após anunciar sua revolucionária criação que promete limpar o lixo dos oceanos, o holandês Boyan Slat apresentou os primeiros resultados alcançados pela tecnologia. O OCA se mostrou totalmente viável e eficiente, de acordo com os especialistas que acompanharam os testes.

    No teste executado que mede a captura e concentração, as barras da plataforma foram capaz de coletar plásticos em até três metros de profundidade, distância em que normalmente esses resíduos são encontrados. Além disso, o sistema recolheu pouca quantidade de zooplâncton, o que segundo os cientistas, facilita o reaproveitamento e a reciclagem do plástico.

    As enormes críticas recebidas por Slat quando divulgou sua nova tecnologia fizeram com que ele e sua equipe montassem um projeto incluindo especialistas dispostos a analisarem a tecnologia. Os pesquisadores aprovaram e as análises resultaram em um texto com 530 páginas.

    O próximo passo do jovem holandês é testar o sistema em grande escala e começar sua produção. Para isso, ele está em busca de financiamento coletivo via crowdfunding para tentar conseguir dois milhões de dólares em 90 dias. Para doar clique aqui.

    Página do projeto no Facebook aqui

    Fonte: www.boyanslat.com

    Terça-feira, 04 de junho de 2013.

     

  • em Blog
  • Deixe uma resposta


    − 1 = cinco