• Um garoto de 6 anos e um sonho: água de beber
  • Assim como a história de Rachel contada aqui no site da Amanari anteriormente, outras extraordinárias surgem com a mesma finalidade: levar água para quem não tem acesso. Conheça a história de Ryan, um canadense que conseguiu beneficiar mais de 700.000 vidas desde 1999 e hoje possui uma Fundação que investe na perfuração de poços para quem mais precisa, a Ryan’s Well Foundation.

    A Aula que mudou tudo

    Ryan Hreljac nasceu em Ontário, no Canadá, em 31 de maio de 1991. Assistindo a uma aula em 1998 em Kemptville, então com 6 anos de idade, ouviu a explicação da professora sobre milhares de pessoas doentes na África que não tinham acesso a água limpa. Elas tinham que caminhar por horas para muitas vezes conseguir apenas água suja.

     fonte: @ryanswell

    “Tudo o que eu tinha que fazer era dar 10 passos da minha sala de aula para chegar ao bebedouro e eu tinha água limpa. Antes daquele dia na escola, eu percebi que todos viviam como eu. Eu decidi que tinha que fazer algo sobre isso”

     

    Comovido com a história, Ryan perguntou para sua professora qual o valor que precisaria para levar água para as crianças africanas e ela se lembrou da ONG WaterCan  que perfurava poços na África e que um poço pequeno deveria custar cerca de 70 dólares. Então, o garoto foi para casa pedir a sua mãe e seu pai para ajudarem. Eles não lhe deram o dinheiro de imediato e informaram que ele teria que fazer tarefas domésticas por um bom tempo para poder arrecadar esse valor. Ryan precisou trabalhar por quatro meses para arrecadar seus US $ 70.  Isso o fez se sentir muito mais produtivo, participativo e ligado à causa do que se tivessem lhe dado a quantia de imediato.

     

    Esforço quase em vão

    Com os 70 dólares em mãos, Ryan foi com a mãe à sede da ONG WaterCan e ficou surpreso e decepcionado quando lhe informaram que somente a bomba manual custava esse valor. Era preciso mais dois mil dólares para a perfuração completa do poço. Susan, sua mãe, disse que não poderia lhe dar esse dinheiro, nem que ele fizesse tarefas domésticas a vida toda. Mas o pequeno Ryan não se rendeu. E prometeu ao senhor que os atendia: – vou voltar!

    E voltou. Ryan Hreljac animou os irmãos, vizinhos e amigos a trabalhar como ele para arrecadar o dinheiro necessário. Com horas de trabalho e venda de produtos, entre todos, conseguiram juntar 700 dólares e a WaterCan prometeu que completaria o restante do valor.

     

    Situação antes da perfuração dos poços (fonte: @ryanswell)

    O primeiro poço

    E janeiro de 1999 o sonho do pequeno Ryan se realizou: foi perfurado o primeiro poço numa vila ao norte de Uganda, próximo a Angolo Primary School, beneficiando milhares de pessoas com água potável. Porém essa foi apenas uma pequena parte concretizada do sonho de Ryan. Quando o poço ficou pronto, a sua escola do Canadá (Holy Cross Public School) começou uma parceria com a de Uganda (Angolo Primary School), pela qual as crianças podiam trocar correspondências.

    E assim Ryan conheceu Jimmy Akana, um jovem do vilarejo que antes da construção do poço tinha que andar oito quilômetros para buscar água suja, realizando várias viagens à pé, e mesmo assim lutava para estudar a cada dia. Ryan ficou emocionado com a história de Jimmy e decidiu que queria conhecê- lo pessoalmente, sentir a realidade dele e das outras crianças. Cativado, ele pediu aos pais para viajar para conhecer Akana. Em 2000, chegou ao povoado, e foi recebido por centenas de pessoas que formavam um corredor e gritavam seu nome, batendo palmas.

    – Sabem meu nome? – Ryan surpreso pergunta ao guia.

    – Todo mundo que vive 100 quilometros ao redor sabe. -Respondeu.

    Os líderes do aldeia levaram Ryan até o poço e lhe pediram pra ler o que estava escrito no concreto:

    “Poço de Ryan. Financiado por Ryan Hreljac. Para a comunidade de Angolo”

    Até hoje o primeiro poço construído (foto abaixo) continua servindo a comunidade de Angolo.

    Primeiro poço perfurado

    Ryan e Jimmy em Uganda (fonte: @ryanswell).

    E muitos outros

    Hoje com 21 anos, Ryan continua a recolher fundos e a viajar por todo o mundo solicitando apoios por meio de sua Fundação criada em 2001 (Ryan’s Well Foundation). Encarrega-se também de proporcionar educação e de ensinar aos nativos a cuidar dos poços e da água. Sua Fundação já ajudou a construir mais de 720 poços e 910 latrinas, levando água potável e serviços de saneamento básico para mais de 750.000 pessoas.

    Ryan é reconhecido pela Unicef como Líder Global da Juventude e continua dedicado e empolgado com seu trabalho na Fundação, dando palestra em vários países, escolas, igrejas, clubes, eventos e conferências, falando de forma apaixonada sobre a necessidade de água limpa em todo o mundo.

    fonte: @ryanswell

    “Esta experiência ajudou-me muito. Aprendi que somos todos iguais. Aprendi que as crianças precisam de certas coisas para viver com saúde e felizes, independentemente do lugar. Precisam de alimentos suficientes para comer e de água para sobreviver. Precisam ter condições para ir às aulas e oportunidades para brincar e se divertir. Meu conselho a todos é que, para fazer uma mudança positiva no mundo, você precisa encontrar algo em que esteja apaixonado e então você precisa tomar medidas para agir. Para mim, a questão é a água e saneamento.”

     

    Hoje em dia, Jimmy Akana é um membro permanente da família Hreljac, está terminando a faculdade e se adaptou bem a nova língua e ao país. Ele é o braço direito de Ryan na Fundação, fazendo apresentações e oferecendo seu conhecimento no mundo todo sobre questões da água.

    No site da Fundação (Ryan’s Well Foundation) é possível fazer doações, conhecer os projetos e até receber dicas, passo a passo de como fazer seu próprio projeto e arrecadar fundos.

    Segunda-feira, 03 de setembro de 2012.

    Fonte: Ryan’s Well Foundation

  • em Blog
  • Deixe uma resposta


    seis + = 9