• Formigas sobrevivem às inundações
  • A formiga lava-pés (Solenopsis invicta), muito comum no Brasil, é uma das principais pragas invasoras no mundo e é conhecida por sua ferroada dolorosa. Um estudo liderado pelo pesquisador David Hu do Instituto de Tecnologia da Geórgia (EUA) revelou que esta formiga, tão conhecida no Brasil, possui uma engenhosa estratégia para sobreviver às enchentes: elas se agrupam para formar uma espécie de “jangada” para se salvarem.

    formiga lava-pés

    As formigas conseguem reagir com o estímulo de apenas uma gota de chuva na entrada da colônia. Elas usam rastros de odor para alertar as outras no formigueiro a se dirigirem às galerias de entrada desobstruídas e, às vezes, até a sair do ninho. Em pouco tempo elas chegam a mobilizar quase toda a colônia a subir até a superfície para formar uma grande massa flutuante feita com seus próprios corpos.

    As operárias podem ser vistas carregando as larvas brancas e as pupas, resgatadas das áreas do berçário da colônia afundada. Formigas-soldado gigantes marcham para frente e para trás por cima da “jangada” e a rainha surge vez em quando a partir do centro da massa, cercado por milhares de seus subordinados. As que ficam embaixo da água têm a capacidade de detectar a quantidade de membros da colônia que estão na superfície, e assim mantêm a espessura média da embarcação para não desequilibrar.

    As formigas podem sobreviver por meses neste estado de “colônia flutuante” até o final da inundação, quando as água recuam ou quando elas ancoram na grama ou arbusto. As sobreviventes podem voltar ao ninho de origem.

     

    Fonte: Alabama.com (em inglês)

    Sexta-feira, 31 de agosto de 2102.

  • em Blog + Você Sabia?
  • Deixe uma resposta


    um × 8 =