• Chuva diminui fogo na Chapada dos Veadeiros
  • Ao contrário dos últimos anos nesta região de Goiás, precipitação atmosférica faz os brigadistas respirarem aliviados.

    As chuvas  já caem fortemente na região e os brigadistas do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás, podem respirar aliviados: os riscos de fogo já são pequenos. Caso muito diferente dos últimos anos em que a área sofreu com grandes incêndios florestais.

    Este ano, os incêndios florestais atingiram 9,5% da unidade, uma área bem menor que em anos anteriores. Além disso, houve resgates bem-sucedidos de animais, como o filhote de tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla), salvo de um incêndio no mês de setembro.

    Ao avistar o animal em meio às chamas, os brigadistas não sabiam como fazer o resgate e acabaram optando por cordas. “As unhas do animal são significativas, os brigadistas ficaram com medo”, lembra o chefe do parque, Leonardo Schumm.

    A analista ambiental Dalva Junko Obase deu água após o bicho passar dias sem uma gota. “Ele estava bem desidratado quando o encontramos”, diz Schumm.

    O tamanduá está no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais (Ibama) no Distrito Federal e se recupera bem. Ganhou uma mãe adotiva que já lhe ensina a cavar buracos em busca de formigas e cupins. Somente após uma avaliação dos biólogos é que ele poderá ser reintroduzido na natureza.

    Fonte: Terra da Gente

    Segunda-feira, 03 de dezembro de 2012

  • em Blog
  • Deixe uma resposta


    9 × um =