Projeto “Plantando Histórias”

Com o intuito de incentivar o contato das crianças com a natureza e meio ao seu redor, longe dos dispositivos e tecnologias a que estão inseridas nesta geração atual, a Amanari está realizando 0 Projeto Plantando Histórias nas escolas.

12695262_1535580413437078_1468760855_o

Este projeto busca promover mudanças de valores, hábitos e atitudes com o plantio de mudas e por meio da educação ambiental para a sensibilização dos alunos nas escolas. Com o plantio de mudas no local onde estudam, os alunos têm a oportunidade de criar um vínculo com as árvores ao acompanhar seu crescimento junto com o relato de recordações de professores com a espécie plantada.

O projeto ainda está em fase inicial, sua proposta já foi aplicada no CEMEI – Cônego Manuel Tobias, na cidade de São Carlos-SP por Raphael Machado da Ong Amanari em novembro de 2015. A ideia é expandir o projeto para outras escolas.

12669543_1534989760162810_7648078116015964539_n

Os professores são os contadores de histórias, são responsáveis por compartilhar com os alunos suas experiências vividas com uma árvore da mesma espécie que será plantada na escola. Uma semana antes do plantio são entregues livretos contendo brincadeiras e conteúdo informativo das mudas aos alunos em sala de aula. Deste modo, os professores têm a oportunidade de trabalhar um pouco mais com os seus alunos as características e a importância das árvores que serão plantadas.

Se a sua escola tem interesse em aplicar este projeto aos seus alunos, entre em contato com a gente via e-mail (contato@amanari.org.br) ou mensagem inbox no facebook !

Quinta-feira, 04 de fevereiro de 2016.

 

jardim das hortências

 

proposta para criação do geoparque do ouro

foto do google earth mostrando a proposta de criação do projeto hortencias associado ao geoparque do ouro

 

O projeto do jardim das Hortências tem como objetivo alavancar a criação do geoparque do ouro . Neste projeto prevê-se também a implantação de uma trilha para caminhadas e ciclovia ligando o Hortências à antiga Estação do Ouro. A idéia é retornar o córrego hortências para sua condição original, visível. Alem disto prevê-se a despoluição da represa das hortências, formada pela drenagem superficial do bairro, por possíveis pequenas nascentes e pela contribuição dos vazamentos existentes no poço profundo do Ouro

 

 

 

Principais áreas de atuação da Amanari

Em que pese o pouco tempo de atuação, a Amanari já logrou diversos êxitos e produziu importantes projetos:

-Projeto de recuperação do córrego Marivan, apresentado à Petrobras;
-Projeto Caminhando Sobre as Águas – convite a população para caminhar e conversar sobre a situação dos córregos que abastecem a cidade. Foram 3 eventos, sendo 2 no Marivan e 1 no Serralhal;
-Palestras: escolas públicas, SENAI, rotarys, etc;
-Palestras em entidades de bairros;
-Luta contra mudança plano diretor de Araraquara: contra implantação;
-Mil casas no entorno do Ribeirão das Cruzes;
-Projeto penas alternativas: com promotoria pública para conservação da área de preservação permanente no entorno do córrego Marivan;
-Conselho  consultivo do DAAE;
-Projeto promotores ambientais da cidade e do campo – parceria com INCRA e Uniara;
-Participação na comissão do parque dos trilhos;
-Campanha alertando para o problema da água;
-Plenárias do orçamento participativo;
-Projeto recomposição da mata ciliar do córrego Marivan – vencedor no orçamento participativo das cidades;
-Projeto Marivan Vivo - junto com a Ciesp.